jusbrasil.com.br
11 de Agosto de 2022
    Adicione tópicos

    Cancelamento unilateral de seguro de vida é considerado ato abusivo

    JurisWay
    Publicado por JurisWay
    há 13 anos

    O rompimento unilateral do contrato de seguro de vida pela seguradora é abusivo. Esta foi a decisão da 2ª Câmara de Direito Civil, que entendeu ficar caracterizada a violação dos princípios da dignidade da pessoa humana e da boa-fé objetiva, em apelação ajuizada por Sul América Seguros de Vida e Previdência SA.

    Fausto Wehmuth ajuizou em 2007, ação de manutenção de contrato de seguro de vida com pedido de antecipação de tutela sob alegação de que o contrato de seguro de vida que tinha fora cancelado pela seguradora. A comunicação foi feita por correspondência, onde era oferecida nova proposta, com alteração da taxa de prêmio, conforme a idade do segurado, suprimindo várias coberturas anteriormente contratadas e aumentando o valor do custo mensal.

    Afirmou que cumpriu, em dia, todos os encargos assumidos, não cabendo à ré o rompimento unilateral sem justificativa, o que contrariava o Código de Defesa do Consumidor. O pedido de antecipação da tutela foi deferido, com o impedimento de a Sul América cancelar o contrato existente.

    Em contestação, a empresa alegou que não se tratava de rescisão unilateral, mas de renovação no vencimento da apólice, o que estaria previsto no contrato. A sentença em 1º Grau, foi favorável ao autor.

    Na apreciação do mérito, o relator, desembargador Mazoni Ferreira, decidiu pela manutenção da sentença, tendo por fundamento "a possibilidade das seguradoras reiterarem a iniciativa de simplesmente manifestar sua recusa quando o segurado atingisse uma idade de maior incidência de fragilidades, desamparando-o das coberturas que se dedicou a manter por vários anos ininterruptamente". A decisão foi unânime. (AC nº

    Informações relacionadas

    Jonatas Marinho, Advogado
    Artigoshá 6 anos

    Cancelamento unilateral de seguro de vida

    Tribunal de Justiça de São Paulo
    Jurisprudênciahá 6 anos

    Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Recurso Inominado Cível: RI XXXXX-41.2014.8.26.0153 SP XXXXX-41.2014.8.26.0153

    Tribunal de Justiça de São Paulo
    Jurisprudênciahá 3 anos

    Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC XXXXX-20.2019.8.26.0565 SP XXXXX-20.2019.8.26.0565

    Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
    Jurisprudênciahá 4 anos

    Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL XXXXX-58.2015.8.19.0042 RIO DE JANEIRO PETROPOLIS 1 VARA CIVEL

    Bianca Ragasini, Advogado
    Modeloshá 2 anos

    Modelo de petição inicial: ação de indenização por danos morais [Atualizado 2021]

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)