jusbrasil.com.br
2 de Abril de 2020
    Adicione tópicos

    Júri de Cáceres condena acusado de assassinar PM

    JurisWay
    Publicado por JurisWay
    há 8 anos

    Depois de 26h30 de julgamento, iniciado na manhã de ontem (7 de novembro), o Tribunal do Júri composto por moradores da Comarca de Cáceres condenou hoje (8 de novembro) os envolvidos na morte de um policial militar, na tentativa de homicídio contra um agente prisional da Cadeia Pública do município e na tentativa de facilitação de fuga de pessoa presa, crimes ocorridos em 1º de agosto de 2008 durante tentativa de resgate de duas detentas. A sentença foi proferida pela juíza da Primeira Vara Criminal da comarca, Graciene Pauline Mazeto Corrêa da Costa. Confira aqui a íntegra. O Conselho de Sentença, em reunião na sala secreta, através de votação sigilosa, por maioria, admitiu a autoria e materialidade do crime de homicídio simples com relação ao acusado Alfredo Wagner de Moraes, absolvendo-o com relação aos crimes de tentativa de homicídio qualificado e tentativa de facilitação de fuga de pessoa presa. No tocante ao acusado Ailton Moreira dos Santos, o Conselho de Sentença, por maioria, admitiu a autoria e materialidade do crime de tentativa de facilitação de fuga de pessoa presa, absolvendo-o com relação aos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado. Já em face do acusado Vandair Boone Wagner, o Conselho de Sentença, também por maioria, admitiu a autoria e materialidade do crime de tentativa de facilitação de fuga, absolvendo-o com relação aos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado. Por fim, o Conselho de Sentença, por maioria de votos, absolveu as acusadas Vanda Boone Wagner e Lucia Angela da Silva. Caso - O grupo de cinco pessoas tentou resgatar duas reeducandas da Cadeia Pública Feminina do município, em 1º de agosto de 2008 (Processo - cód. 80283). Ailton Moreira Santos, Alfredo Wagner de Moraes, Vandair Boone Wagner, Vanda Boone Wagner e Lúcia Ângela da Silva foram acusados de participação na tentativa de resgate da detenta Lúcia Ângela do Amaral e da companheira de cela dela. Três agentes prisionais foram rendidos durante a tentativa de resgate. Policiais militares perceberam a movimentação e foram recebidos a bala. Marcos Antônio foi atingido, um dos agentes prisionais chegou a estar na mira do revólver, mas a arma falhou e ele conseguiu fugir. Os acusados mantiveram alguns reféns dentro da cadeia e, após horas de negociações, se entregaram à Justiça. Coordenadoria de Comunicação do TJMT

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)