jusbrasil.com.br
2 de Abril de 2020
    Adicione tópicos

    Membros da Galoucura são ouvidos

    JurisWay
    Publicado por JurisWay
    há 8 anos

    Sete integrantes da torcida organizada Galoucura que se encontram presos foram ouvidos ontem, 1º de dezembro, no 2º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette. Essa foi a terceira audiência de instrução do processo que apura a morte de O.F., agredido brutalmente em frente ao Chevrolet Hall, em novembro de 2010. Todos negaram a denúncia.

    Mesmo tendo sido citados, os cinco acusados soltos não compareceram para prestar depoimento. O juiz encerrou a instrução do processo, com base no artigo 367 do Código de Processo Penal, que determina que o processo siga sem a presença do acusado que, citado ou intimado, deixar de comparecer sem motivo justificado ou deixar de comunicar novo endereço, em caso de mudança.

    O processo agora deve aguardar a apresentação das alegações finais pelas partes, que terão cinco dias cada para elaborá-las.

    Nas duas primeiras audiências, 25 testemunhas foram dispensadas, 9 de defesa e 9 de acusação foram ouvidas, entre elas, 3 vítimas: E.W.M., R.M.O. e L.Z.F.

    Denúncia

    O Ministério Público denunciou 12 componentes da torcida organizada Galoucura por homicídio qualificado, tentativa de homicídio, concurso de pessoas e formação de quadrilha. Consta na denúncia que, em novembro de 2010, eles estavam num evento de luta livre no Chevrolet Hall, região sul de Belo Horizonte. Quando os líderes da Galoucura ficaram sabendo da chegada de membros da torcida rival, saíram da casa de shows e agrediram cinco torcedores, com ações extremamente violentas, utilizando paus e cavaletes, o que culminou na morte de O.F. Os outros agredidos, C.R.S., E.W.M., L.Z.F. e R.M.O., ficaram bastante feridos.

    Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom

    Fórum Lafayette

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)